sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Ah
se soubessem 
como penso em ti 
bem mais do que falo!
Não toco no teu nome
nem dou espaço para que toquem.
Basta-me,
ele martelando aqui dentro,
fazendo acelerar as batidas do meu coração.
_______________________
√ Laura Méllo | © Paul Apal'kin
🎧 https://youtu.be/zLAhRiUeJ8E

Ando querendo sorrir pras cores. 
Sonhar azul, rosa, amarelo, verde, sorrisos coloridos; nada de dores.

Onde estais arco-íris? 
Em qual potinho você se escondeu?
_______________________
√ Laura Méllo | © Ines Rehberger
🎧 https://youtu.be/udmoKfofTwE

ah, 
os olhos!

esses 
não falham 
quando querem
dizer algo...
_______________________
√ Laura Méllo | © Ewa Cwikla
🎧 https://youtu.be/udmoKfofTwE

Deram-me a liberdade para eu guardar.
Sou obediente e agradecida.
Vou guardá-la por toda vida.

Que ninguém toque na minha liberdade!
Ela é toda minha; e jamais a deixarei solta por aí.
_______________________
√ Laura Méllo | © Alex Currie
🎧 https://youtu.be/1kg0EdD7tzE

obrigada ...
por me enxergar por dentro
por essa tua pureza de sentimentos 
por ser quem és
por me aceitar como sou
pelo afeto que me dedicas
por teu olhar sem malícia
pelo respeito que me tens
por permanecer na minha vida

obrigada...
por converter meus choros,
em risadas!
_______________________
√ Laura Méllo


“O ano está terminando.
Mas até o dia 31 de Dezembro, muita coisa boa pode acontecer.
E Deus quer, Deus pode, e vai surpreender você.

Você crê?”
_______________________
√ Laura Méllo


“O amor nos torna delicados. A dor, nos torna fortes.
E nada nos torna mais brutos e ao mesmo tempo fracos, do que o ódio.”
_______________________
√ Laura Méllo | © Taryn Knight


No fundo, 
a gente só quer desabafar com alguém, contar com alguém; 
alguém que nos entenda, ou, se não entender,
que pelo menos nos abrace, e só.
_______________________
√ Laura Méllo | © Pinterest


A sensação que tenho, é que o passado é uma flor artificial.
Não morre nunca.
_______________________
√ Laura Méllo


não faz sentido
não 
fazer
sentido
_______________________
√ Laura Méllo


o tempo pede calma; e eu, fico de cara com o tempo.
_______________________
√ Laura Méllo


Em 1 segundo, 
alguém pode estragar o seu dia, 
e até mesmo a sua vida.

Eu só queria não ter esse segundo.
_______________________
√ Laura Méllo

( E todas as vezes que eu quis, quis com você.)

Quis partir, quis ficar
Quis sorrir, quis chorar
Quis abraçar, beijar 
Quis bater, quis afagar
Quis cuidar, ser cuidada
Quis gostar amando,
Quis ser amada
Quis tudo, quis o mundo
Quis tudo isso com você

Dá pra entender?
_______________________
√ Laura Méllo | © Pinterest



Cuidado com os acúmulos! 
Todo acúmulo transborda; é inevitável.
_______________________
√ Laura Méllo 
© Pinterest


Só encontro o que não procuro.
_______________________
√ Laura Méllo 
© Thomas De Kluyver

Acho que não tenho o poder de persuasão.
Falo que estou bem, que está tudo bem, tudo certinho, tudo nos conformes, mas ninguém acredita.
Será, que a culpa é desse meu ar de melancolia?
Desse sorriso triste?
Desse olhar que sorri querendo chorar?
Desse meu jeito não sei como, esquisito, de sei lá...?!
Uma coisa me aborrece;
Quando estou triste de verdade, todo mundo finge que não percebe.
Talvez seja porque nos momentos tristes eu disfarce muito bem, sendo muito alegre.
Posso não ter o tal poder de persuasão, mas sou a garota dos disfarces.
Se bem que, quem disfarça bem, um grande poder tem.
Será, o da persuasão?
_______________________
√ Laura Méllo | © Magdalena Berny


Carência grau master:

Só não vou embora, porque vai que alguém venha me procurar. 
Não quero que ninguém perca a viagem, assim, como eu tenho perdido.
_______________________
√ Laura Méllo 
© Stefan Beutler

Quem disse que a alma tem calma? 
A minh'alma quase sempre está em plena ebulição. 
Quem disse que alma feminina é rosa o tempo todo? 
A minha, muda pra azul quando bem quer.
Milagre? 
Magia?
Vaidade?
Rebeldia?
Não, nada disso.

(Coisas de mulher)
_______________________
√ Laura Méllo | © Pinterest

Nos momentos de angustia, de um certo vazio, de desorientação, de uma certa desordem emocional, ou eu escrevo, ou oro; ou porque não dizer, faço as duas coisas ao mesmo tempo. 
Não consigo escrever sem manter o meu pensamento em Deus.
Quase tudo que faço é uma espécie de oração.
Se penso em algo, ou em alguém, Deus está no meio.
Se falo, ou me calo, Ele se faz presente.
Se escrevo, ou Ele está nas entrelinhas, ou de uma forma latente.
Sempre digo e reafirmo que sou muito menos carne, do que espírito.
As angustias inevitavelmente vêm.
O coração aperta nos piores momentos da minha vida.
Sim, nesses momentos, me sinto deveras entristecia.
Mas a alegria do espírito me invade de uma forma tão linda, sabe?!
Pois querendo ou não, percebendo ou não, a presença do Altíssimo me abraça nos momentos de solidão.
Porque só, de verdade, independente da sua crença, ninguém nunca está; Deus está conosco a todo instante, com a sua gloriosa, poderosa e amorosa presença.
_______________________
√ Laura Méllo

Confissão:

Eu queria não ser poeta.
Queria jamais expor as minhas dores .
Queria, por Deus que queria, guardar só pra mim e Ele, o que sinto em meu corpo e na minha alma.
Mas o uniVerso me fez poeta.

Aceita, Laura!


Tenho muitas felicidades guardadas na memória.
Quisera que fossem roupas de vestir.
Por certo, as usaria; uma pra cada dia.
_______________________
√ Laura Méllo


Esquecimento, 
é o que a memória coloca por debaixo do tapete.
_______________________
√ Laura Méllo


Tenho um verdadeiro apreço 
pelas minhas exageradas doses de bom senso.
_______________________
√ Laura Méllo


Não adianta montar o cenário se não sabe atuar.
_______________________
√ Laura Méllo | © Magdalena Jasek