Postagens

Mostrando postagens de Maio 14, 2014
Imagem
Pra quê reviver, se a gente não pode ter?
Pra quê ficar com aquele gosto bom na boca, se pela garganta não pode descer?
Pra quê olhar de longe, se há uma blindagem para não chegar perto?
Pra quê desejar, enlouquecer de desejo e ter que entrar num sanatório ilusório,
feito por nós mesmos para podermos nos equilibrar, nos sarar?
Pra quê serve toda essa vontade de viver uma eternidade com alguém
que não foi feito pra nós?
Do que adianta vestir aquele vestido vermelho, de fazer parar o transito,
e ser colocada no canto, ou pendurada num varal de roupa?
Será que era mesmo um vestido vermelho, ou nos engamos,
e não passava de uma camisa de força?
Talvez, isso sirva para desencanarmos.
Para tirar da cabeça o que o pensamento não aceita ser tirado.
Talvez sirva para entendermos que nesse nosso sentir, estamos errados.
Você já passou ou passa por isso?
Você por acaso sabe me dizer pra quê serve tudo isso?



────────────── laura méllo
Imagem
Ele todo arrogante me disse:
— Não se atreva a ser feliz sem mim!
E eu sai por aí. 
Me atrevi. 
E estou sendo muito feliz...



────────────── laura méllo
Imagem
O coração às vezes se engana, tendo a certeza que acertou.
Já nem sei quantas vezes o meu teve a certeza, e se enganou.
laura méllo
Imagem
Muitos relacionamentos se desgastam 
por excesso de palavras.
Em algum momento existe sempre uma precisão, 
de uma conversa silenciosa.



────────────── laura méllo