terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

A minha liberdade se vira.
Mesmo num espaço limitado, ela alça voo 
e voa feliz, feliz, feliz ...
Nem tudo na minha vida, foi do jeito que eu quis.
Pra mim, felicidade pouca é felicidade de canto a canto de boca.
Se eu posso ter um pouquinho de cada coisa, pra quê reclamar?
Quero mais é aproveitar!

.○.• ✿

Laura Méllo



Não importa que tudo conspire contra.
DEUS está a meu favor ...

.○.• ✿
laura méllo

Sou completamente cega para enxergar os defeitos dos outros.
Não me importo com isso nem um pouco.
Se esse é um defeito meu?
Ah, não sei ... Só sei que, 
que graça eu teria se eu não fosse assim?!
Talvez eu não fosse eu, e você não estaria perto de mim.

.○.• ✿

Laura Méllo

No último estágio dessa viagem chamada VIDA,
há um vagão enorme.
Nele cabe a nossa vida inteira.
Cabe coisas que ficaram lá trás e que temos que resgatar,
para ajustar, consertar, acertar cada ponteiro 
do relógio biológico que atrasou ou adiantou por negligência nossa, por não termos feito nele o devido reparo.
Neste vagão cabe os sonhos não realizados, frustrados,
mas que quando chegarmos lá no outro lado, saberemos o
porquê deles terem sido interrompidos ou simplesmente nem começados a serem vividos.
Neste vagão existem aquelas pessoas que nos foram necessárias
durante toda vida e também aquelas que passaram por ela
meio que desapercebidas.
Ele é um vagão imenso, repleto de sentimentos, record(ações),
de saudades, de verdades, de amores, de dores, sejam de ordem física ou emocional.
E tudo isso é uma coisa que vai acontecer de forma natural.
Quando a gente menos esperar, o vagão cheio estará.
Ai, será chegada a hora de aqui tudo encerrar.
Mas lá no outro lado, uma outra vida, uma nova história
a gente vai re(começar).
Aprouve Deus que eu e você estamos juntos lá, num mesmo lugar.
Um lugar lindo, florido, sem gemidos, Deus há de estar preparando para nós.
E a ordem é: VAMOS NOS PREPARAR!
Eu tenha a sensação que estou vivendo neste vagão.
Ora o sinto largo demais, tenho a impressão que cabe ainda muita coisa, muita gente, Ora ele se aperta, se estreita e penso:
Terá chegado a minha hora de parar, de descansar?

Não sei se é bem assim. Mas Eu, penso que sim ....

.○.• ✿

Laura Méllo