Postagens

Mostrando postagens de Junho 1, 2014
Imagem
(minha imagem) E quem quiser ir embora, agora eu deixo.
Não peço, não impeço mais ninguém de ir.
Com o tempo, eu aprendi que ninguém pertence a ninguém.
Que no máximo, somos de nós mesmos.
E se a gente se agarra muito no outro, e o outro se vai,
a gente se perde literalmente.
Eu já me perdi algumas vezes.
Mas encontrei o caminho de casa.
Vez ou outra, sento na varanda da minha memória,
e fico revendo alguns momentos da minha história.
Fico observando os que foram embora.
Num momento como esse, qualquer um chora.
Mas aí, volto o meu olhar para dentro de mim.
E observo aqueles que comigo estão.
Ah meu Deus...
fico imensamente contente, por ver repleto o meu coração.
Eu nunca mais me perdi depois de ter aprendido,
que para que alguém fique pra sempre,
é preciso deixá-lo ir e vir caminhando por fora,
e por dentro da gente...



[ ────────────── laura méllo ]
Imagem
Não!
Você não vai me entender.
Eu sou diferente.

Talvez ...
Eu nem seja daqui.
Talvez, eu seja de marte.
Ou, de qualquer outra parte.

Talvez ...
Eu só precise voar.
E para o lugar de onde vim, poder voltar!



[ ────────────── laura méllo ]
Imagem
(... e a gente se angustia, se desespera.)
É que às vezes o principal a gente esquece.
Que Deus é pra TUDO a solução.
Que basta acreditar, orar, confiar e esperar.
Que a pressa é inimiga da perfeição.
Veja o exemplo das borboletas:
Elas têm a vida tão curta.
E não se desesperam por causa disso.
Elas esbanjam é beleza e leveza até morrer.
Pois eu creio que elas sabem que tudo tem seu porquê,
seu pra quê, sua hora, seu sentido, seu ciclo.



[ ────────────── laura méllo ]
Imagem
(minha imagem) O que é que a gente faz,
quando é a gente que ama mais?
Como a gente consegue conciliar,
quando o gostar do outro, não é amar?
Como a gente consegue ser forte,
quando o outro sempre acerta o nosso ponto fraco?
Como é que a gente controla o que sente,
depois que o sentimento já se tornou um gigante dentro da gente?



[ ────────────── laura méllo ]
Imagem
Pode vir, Desafios ...
Meu nome, é Supe(o)ração!!!
laura méllo