quarta-feira, 4 de maio de 2016


Para o escritor que escreve com a alma, 
cada letra é um sentimento, 
a frase longa ou curta, pulsa; 
na vírgula, uma pausa pro choro, ou pro sorriso; 
no texto existe uma vida inteira; 
e no ponto final, a sensação de que nada acabou ali.
____________________
•☛ Laura Méllo

Às vezes o meu "agora", demora. 

É como se ele chegasse bem tardio. Outras vezes é rápido demais. É imaturo suficiente para eu achar que ainda não é a hora de chegar. Meus agoras são tão reflexivos. Sempre me dão panos pra manga, assuntos pra pensar, coisas a questionar e sabores diversos pra degustar. Uns são como brisa, outros como vendavais. Alguns, são uma delícia, mas outros têm gosto de nunca mais. Tem Agora que é eterno; como o Agora do amor. Ele dura mais que a nossa memória e que a nossa vida. Existe Agora que mal chega e já tem jeito de partida.
____________________
•☛ Laura Méllo

(além mar...)

é tão longe, tão perto, tão in(certo), é tão poético.
desejo-te novos horizontes 
além do mar, 
do deserto ...
e das cercas do sertão.
____________________
•☛ Laura Méllo