Postagens

Mostrando postagens de Outubro 23, 2015
Imagem
Porque nada é para sempre menina.
Então, por que esse desespero?
Se acabou, é porque chegou ao fim. 
Tudo na vida é assim.
Não vejo motivo para tanto alvoroço, tanto choro, tantas noites sem dormir direito.
Oxente menina, vê se toma jeito!
O mundo não acaba, se algo na tua vida termina.
É isso que a mesma te ensina.
Ergue a tua cabeça, cresça.
Dê a volta por cima.
O sorvete acaba ...
O pão diminui, até ficar em migalhas ...
A faca de tão usada fica cega, não serve mais, ela falha ...
A caneta se esvazia ...
O papel tem quatro lados, não é infinto, não dá para escrever tantos papos ...
O alfabeto é do A a Z ...
As palavras às vezes faltam, pra mim e pra você ...
O leite do peito, com o tempo seca ...
A criança chora, mas depois pára na hora certa ...
O café esfria e é jogado fora ...
Ah menina, tudo tem o seu tempo de chegar e de ir embora.
Pare com toda essa tristeza.
Pior é na guerra. Disso, tenha certeza.

✻ laura méllo
Imagem
Entre 8 e 80, ela era meio termo. 
E meio termo não é frio nem quente, é morno. 
Quem quer saber de algo, ou de alguém que seja morno?
Fazer o quê, não é? 
Não dá para ser quem não se é.

✻ laura méllo
Imagem
Sei que tenho muito o que aprender. 
Mas caramba, parece que a vida quer me ensinar tudo de uma só vez.
Calma, vida minha! 
Seja comigo um pouco mais cortês.

✻ laura méllo
Imagem
Nada do que amei, amei sozinha.  Deus, amou junto comigo.
Porque não existe nada em que o amor esteja envolvido,  que Deus não se faça presente.

✻ laura méllo
Imagem
E nessa solidão acompanhada, às vezes me esqueço que tenho uma vida,  que o meu coração ainda pulsa, que há sangue quente correndo nas minhas veias,  e que os meus sonhos continuam vivos. 
Andam confundindo o meu gemido, com o som do meu sorriso.

✻ laura méllo