Postagens

Mostrando postagens de Setembro 21, 2015
Imagem
Às vezes pergunto.
E nem sei porquê pergunto.
Quase sempre dou as costas pras respostas.
Dou, por diversas razões.
... por já sabê-las 
... por não aceitá-las
... por serem doloridas
... e também por entender, que para nem todas as perguntas, há respostas em vida.

√ Laura Méllo
Imagem
Não quero ser só! 
Mas se estar só, me traz um pouco de sossego. 
Quero de vez em quando, estar sossegado.

√ Laura Méllo
Imagem
Fujir de um problema é pior que tentar resolve-lo.
Desaparecer não resolve nada.
A gente nunca sabe aonde essa fuga pode nos levar.
O futuro é tão incerto. 
E se formos parar pra pensar, ninguém, além de Deus estar lá.
Vivamos o hoje com todas as suas cargas. Ora leves, ora toneladas.
A gente aguenta. Somos feitos para aguentar.
Tudo é solucionável.
E o que aparentemente não tem solução, lá frente, a gente entende que a solução foi a aceitação.
Lutar é preciso tanto quanto «baixar a guarda».
Viver não é 100% um mar de rosas.
Há de se nadar contra a correnteza também.
Esbarrando nos espinhos encontrados ao longo da vida.
Não é à toa que chegamos ao fim do caminho, com cicatrizes causadas por algumas feridas.

√ Laura Méllo
Imagem
Eu sei que vou escolher um monte de coisas ao longo da vida, 
e muitas das que me sobrevirão, serão as que eu não vou escolher.

√ Laura Méllo

Imagem
Nem sempre é gostoso, o gosto dessa substância que me vem a boca no momento de acordar.
Não é a gente que ponhe os ingredientes na acordância. 
Se o meu acordar tem o gosto bom ou ruim, depende dos ingredientes do dia; se foi misturado com ou sem poesia, e obviamente, do que a vida preparou para mim.

√ Laura Méllo