Postagens

Mostrando postagens de Julho 16, 2016
Imagem
Apesar de eu ter raízes fortemente enfincadas no chão, que vento algum faz desprender-me de lá, sinto que sou passageira.
Nunca estive durante muito tempo na vida de alguém.
A solidão me acompanha como se fosse um pedaço de mim, a outra metade da metade da laranja que sou.
Nunca me faltou amor, isso é verdade.
Mas pudera, sou composta por todos os amores que senti e sentiram por mim. 
Até mesmo aqueles amores que achavam que sentiam, mas que na verdade eram apenas um gostar um pouco mais intenso e menos que o amor verdadeiro.
Pertenço a uma classe de pessoas que partem antes mesmo de chegar. Porque é essa a sensação que fica depois de cada "adeus", ou um "até já".
O problema é que o apego sempre foi o meu forte, ou, o meu ponto fraco.
Me apego a tudo e a todos como se algo ou alguém realmente me pertencesse. Sendo que tenho a plena consciência de que nada nos pertence.
Sou de passagem, sendo passageira, sou viagem.
Paro em determinadas pessoas em cada estação.
Paro, e elas é…