Postagens

Mostrando postagens de Outubro 6, 2013
Imagem
Às vezes,  parece que há uma livraria na minha cabeça.
São tantas palavras pequenas que eu quero que cresça.
Que tomem forma, virem poemas, poesias ou frases soltas.
Palavras que por timidez, não costumam sair da minha boca.
laura méllo
Imagem
Tudo se torna tão pequeno lá fora,
diante da saudade que aqui dentro devora.
laura méllo
Imagem
Eu me prometo, 
me amar por toda a minha vida.
Me prometo, jamais me abandonar por nada, nem ninguém.
Eu me prometo, nunca prometer nada 
a mais ninguém além de mim.
Me prometo, que mesmo que eu decepcione a mim mesma,
eu vou me perdoar.
Porque ninguém além de mim terá o desprendimento,
de aceitar que eu tenha o desejo de prometer,
mas também tenha a fraqueza de errar.
laura méllo
Imagem
Sonhe, mas não sonhe tão alto assim. 
Tem coisas que indiscutivelmente são inatingíveis...
laura méllo
Imagem
Tanta gente a minha volta. E meus olhos só procuram você!
laura méllo
Imagem
Você vai embora, depois volta pedindo desculpas 
dizendo que foi embora por amor.
Você desconfia de tudo e de todos, 
magoa dizendo coisas horríveis e depois pede desculpas, 
dizendo que falou tudo aquilo por amor.
Você não atende o telefone, ignora por causa de bobagens,
depois liga arrependido, pedindo desculpas
dizendo que foi por amor.
Você reclama da roupa um pouco mais curta,
do sorriso um pouco mais largo, do salto alto
que dá um certo charme ao andar, da amiga que a chama
de vez em quando para sair pra jantar.
Termina até o relacionamento por causa de tudo isso.
E depois vem todo trabalhado na lágrima,
pedindo desculpas, querendo voltar...

Vixe!!
O amor virou desculpas pra tudo.
Pra todo ato insano, todo pensamento leviano.
O amor não é isso não!!!
Amor é respeito, confiança e compreensão.

Laura Méllo
Imagem
Ah, solidão!
Todas as noites ela chega de mansinho
e me abraça devagarzinho. Ela é tão calada, tão encabulada,
fica a noite inteira do meu lado sentada.
Às vezes eu a convido para ver um filme,
beliscar algo na cozinha, comer qualquer coisa,
sei lá, o que sobrou do jantar. Mas ela não abre a boca nem para comer.
Ela não sente vontade de nada.
Só quer estar ao meu lado a me olhar, tão compenetrada! Eu sempre conto tudo de mim para ela.
Conto todos meus segredos, meus anseios,
minhas dúvidas, minhas dores e decepções. Mas vou confessar:
Ela não me ajuda em nenhuma questão, em nada opina.
Diz que já sou uma mulher. E ela não passa de uma menina. Uma menina triste, é o que nela existe.
E acaba me transformando numa mulher triste também
e nisso ela insiste! Quero manda-la embora, isso mesmo. Joga-la fora.
Manda-la pra bem longe ... mas tenho dó.
Ninguém nasceu pra viver só. Ah, solidão!
Um dia, eu hei de ter uma boa companhia.
Que me ajude, que converse comigo todos os dias.
Ah, bem isso. Uma companhia para…
Imagem
Quero escrever 
uma história bem bonita de nós dois.
À ser contada para os nossos netos anos depois.
laura méllo